A CRISE FINANCEIRA INTERNACIONAL E OS SEUS EFEITOS NAS TAXAS DE JUROS BRASILEIRAS: ANO 2009

Dario Moraes Nonato Chaves

Resumo


A crise financeira internacional gerou diversos efeitos sobre a economia nacional, sobretudo nas taxas de juros brasileiras. A delimitação ao ano de 2009 foi pelo fato de que nesse ano os efeitos da crise estiveram latentes na economia brasileira, provocando uma reação do Governo Federal contra as mazelas que a mesma poderia acarretar.
As taxas de juros que as instituições financeiras adotam, em boa parte justificada pelo histórico da economia nacional, afetam o cotidiano das empresas e das famílias brasileiras. Daí a importância de observar a sua trajetória, principalmente em época de crise econômica. Dessa forma, levanta-se o seguinte questionamento: como se comportou as taxas de juros aplicadas pelas instituições financeiras na ponta de captação e empréstimos, diante da política de redução de juros adotada pelo Governo Federal como medida de combate à crise?

Palavras-chaves: Crise, Juros, Economia, Sistema Financeiro


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.